Transtorno de modulação sensorial


Transtorno de modulação sensorial

Modulação Sensorial

 

Capacidade para regular e organizar de maneira gradual a intensidade e natureza da resposta aos estímulos sensoriais, ou seja nem resposta demais, ou HIPER-REAÇÃO, nem resposta de menos, HIPO-REAÇÃO.

EX:

Crianças com nervos “a flor da pele”, qual quer coisa se irrita;

Crianças mais apáticas, respondendo pouco ao ambiente;

Ou Flutuante de um dia para o outro ou, mostrando-se desorganizada e imprevisível.

 

Padrões de reação aos estímulos

 

  HIPER-RESPOSTA

  HIPO-RESPOSTA

  BUSCA INTENSA POR ESTÍMULOS

 

 

Hiper-resposta

Defensividade tátil:

Já falamos em outro post:

http://cuidareslz.blogspot.com.br/2013/03/o-que-e-defensividade-tatil.html

 

Sinais sugestivos de hiper-reação aos estímulos vestibular,

Problemas de modulação vestibular, geralmente se manifestam pelo medo excessivo de movimento ou insegurança gravitacional;

Fica inseguro quando os pés não tocam o chão. Muito medo de balanço e de altura.

Não gosta de brincadeiras que tenha que ficar de cabeça para baixo, evitando dar cambalhotas;

Demostra medo excessivo ou insegurança para subir ou descer escadas;

EVITA ESCALAR, PULAR, sente insegurança quando anda em superfície irregular;

Resposta aversiva ou intolerância a movimento: náuseas, enjoos, mal estar com estímulo mínimo de movimento, ex. quando anda de carro, elevador, balanço nos parques;

Acaba se isolando no recreio da escola.

 

Sinais sugestivos de hiper-reação aos estímulos proprioceptivo, visual e auditivo

Irrita-se com manuseio físico; Crianças pequenas podem se irritar com mudanças de posição e troca de roupas;

Pouco harmonioso e/ou tenso ao se movimentar;

 

Estímulo proprioceptivo

Não gosta de ginástica e aula de educação física;

Evita atividades de puxar ou pendurar-se em barras;

 

 

Estímulo Visual

Desconforto ou evita luz brilhante e pode continuar incomodado mesmo quando os outros já tenham se adaptado a ela;

Gosta de luzes fracas ou óculos de sol;

Dificuldade de desviar o olhar de um objeto a outro;

Evita contato visual;

Desconforto em lugares que tenham muito estímulo visual, ex. Shopping, circo, teatro, etc...

Cansa facilmente ou fica irritado quando realiza atividades visuais complexas, como quebra cabeça.

 

Estímulo Auditivo

Incomodado ou irritado com sons altos ou inesperados, como estouro de balão, fogos de artifício, liquidificador...

Facilmente se distrai ou tem dificuldade de concentrar-se com barulho ao redor, ex. tv, rádio, ventilador, pessoas falando...

Tampa os ouvidos sem motivo aparente;

Chora em lugares cheios e barulhentos.

 

 

            “Quando eu era pequena, barulhos altos eram um problema...Eles de fato me causavam dor. Eu tinha medo de balões estourando, porque o som parecia uma explosão nos meus ouvidos.” (Temple Grandin)

 

Resumindo...

Crianças hipersensíveis, tendem a ser mais agitadas, pois sua atenção é constantemente solicitada para estímulos irrelevantes.

            Ex. Barulho da geladeira, a etiqueta da roupa, a muriçoca voando, o cheiro do lanche do colega, o brinquedo colorido, que pega impulsivamente, mas logo solta, atraído por outro estímulo, como prisioneiro dos estímulos ambientais.

Porém, apesar do comporta// agitado e desorganizado, relacionado à hipersensibilidade sensorial, muitas crianças acabam sendo muito passivas, tendendo a se isolar.

 

 

Sinais sugestivos de hipo-reação aos estímulos tátil, vestibular/proprioceptivo, visual e auditivo

  As crianças aparecem responder pouco ao ambiente , muitas vezes se isolando, pois tem dificuldade para registrar e se orientar para os estímulos ambientais.

Desenvolvem estereotipias e comportamentos repetitivos, bater porta, balanceio rítmico, flaps, mordeduras, parecem suprir a necessidade interna de estímulos sensoriais.

 

Estímulo tátil

Procura tocar muito e com força em objetos, animais e pessoas, chegando a incomodar;

Coloca objetos na boca com frequência;

Parece sentir menos dor e temperatura;

Parece não notar quando alguém o toca;

Não nota quando suas mãos e rosto estão sujos.

 

 

Estímulo vestibular/proprioceptivo

Pode balançar ou rodar por longos períodos de tempo. Demora a ficar tonto;

Procura constante de movimento (correr, pular), que interfere em sua rotina diária;

Balança o corpo inconscientemente durante uma atividade (assistindo TV, fazendo uma atividade na mesa);

Arrisca-se excessivamente enquanto brinca. Sobe em lugares perigosos e se movimenta sem nenhuma cautela, comprometendo a sua segurança pessoal;

 

Pouca consciência da sua posição e movimentação do seu corpo no espaço;

Tromba em móveis, paredes e pessoas;

Postura pobre, parece ter músculos fracos;

Dificuldade em ajustar a força que deve usar ao brincar, praticar esportes ou na relação com as pessoas;

Está sempre se apoiando nos móveis e nas pessoas.

 

Estímulo visual

Tem dificuldade para encontrar um objeto no meio de outros, como por exemplo, achar o brinquedo preferido na caixa de brinquedos;

Parece não perceber quando alguém entra no ambiente;

Gosta de estimulação visual usando lanterna;

Joga videogame ou fica em frente à televisão por horas seguidas.

 

Estímulo auditivo

Gosta de sons estranhos;

Fazer barulhos por puro prazer de fazer;

Parece não escutar o que você diz;

Não responde ou demora a responder quando é chamado pelo nome;

Parece indiferente num ambiente movimentado;

Tem dificuldade para ajustar a altura da voz.

 

O que fazer?

Encaminhar para um terapeuta ocupacional especializado em Integração sensorial.

 

Onde encontrar?


 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é defensividade tátil?

Disgrafia