O que é defensividade tátil?

Sensação de desconforto e desejo de escapar da situação quando se experimenta certos estímulos táteis (Ayres, 1964).





Sinais sugestivos de defensividade tátil
  • Reage  negativamente a contato tátil leve,  podendo se esquivar ou se mostrar agressiva, empurrando, unhando as pessoas que se aproximam para tocá-la.  Às vezes só aceita contato físico com mãe /cuidador; 
  •  Quando nos aproximamos por trás, se assusta; 
  •  Evita:  
Tocar ou demonstra aversão quando toca certas texturas, como areia, animais de pelúcia, bichos de borracha, alguns tipos de tecido; 
Ativ. táteis, como massinha, pintura a dedo, cola nos dedos; Retirar as meias e andar descalço na grama ou carpete.

  •  Prefere roupas mais largas, mais velhas, sem elástico ou golas justas;
  • Não aceita a textura de certos alimentos, prefere mais pastosa, cospe fora pedaços; 
  • Qualquer coisa machuca ou dói, reclama de tudo, se encosta, se toca um objeto frio;  
  • Tem reações exageradas a pequenos arranhões e ferimentos, às vezes até o vento do ventilador incomoda. 
  • Crianças tendem a ser muito irritáveis desde bebês, de difícil entendimento do seu comportamento; 

  • Choram ao contato físico com os pais, rejeitam alimentos e se irritam com qualquer ruído. Ex: secadores, liquidificador, aspirador de pó.

O que fazer? 
Encaminhar para um terapeuta ocupacional especializado em Integração sensorial para: 
  • Avaliação criteriosa com anamnese;
  • Traçar o perfil sensorial;
  • Identificar os TPS presentes.
Onde encontrar?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Transtorno de modulação sensorial

Disgrafia